Arquivos mensais

junho 2019

Djangos para as novas gerações!

A primeira vez que ouvi Los Djangos foi em um pocket show que a banda fez no final da década de 90 na Berinjela, simpático sebo fica no subsolo do número 185 da Rio Branco. Quem me levou foi um dos meus colegas de trabalho, o Maurício Gouveia (que acabou fundando a Baratos da Ribeiro) ou o Marcus (MPC, criador do Digitaldubs). Não lembro. Trabalhávamos em uma agência de comunicação super estranha na Av. Presidente Vargas, onde uma das minhas

Espaço Per Vivere Bene promove Cerimônia do Chá Japonesa

Que tal trocar a noitada de sexta-feira por um tradicional ritual japonês que envolve autoconhecimento, história e harmonização de aromas e sabores? Localizado no Jardim Botânico, o Espaço Per Vivere Bene promove, no dia 28 de junho (de 19h30 às 22h30), os rituais Chanoyu, a Cerimônia do Chá Japonesa. Traduzida como “caminho do chá”, esta cerimônia utiliza o matcha, que são brotos de chá verde de alta qualidade, moído em pedras. Além de ser utilizado no ritual Chanoyu, o matcha

Carlito Carvalhosa na Silvia Cintra + Box 4

Pequenas intervenções podem trazer uma nova experiência para o cubo branco da galeria. Na exposição de Carlito Carvalhosa, que está em cartaz na Galeria Silvia Cintra + Box 4, arranjos de tubos de luz, organizadas em colunas verticais fazem esse papel – junto com dois sofás antigos – ativando de maneira diferente as obras expostas e interferindo no espaço de circulação. Elemento recorrente na outra do artista (que afirma que todas as suas exposições são pensadas como instalações), as lâmpadas

Caravaggio e astronomia nas obras de Manoel Veiga

A expressividade das obras de Caravaggio (1571-1610) são a inspiração a individual “Matéria Escura”, que o artista Manoel Veiga apresenta na galeria do Centro Cultural Cândido Mendes, em Ipanema. A exposição, com curadoria do crítico de arte Agnaldo Farias, é uma parceria com a galeria Gaby Indio da Costa Arte Contemporânea. A exposição é composta por nove fotografias impressas em tela da série mais recente do artista recifense radicado em São Paulo, que têm como ponto de partida as pinturas

Agenda da semana: arte de 24 a 30 de junho

Acompanhe os eventos de arte visuais do Rio de Janeiro na agenda semanal do Posto 8. Abertura da coletiva “Acúmulos” Quarta (26/07), de 10h às 20h, na Galeria Mercedes Viegas (Rua João Borges 86, Gávea) A exposição integra trabalhos dos artistas representados Julio Villani, Marcia Thompson e Robert Kelly. Enquanto Julio e Robert utilizam de manuscritos e documentos datando dos séculos XX e XIX como fundos para uma geometria econômica e colorida, Marcia explicita a tinta óleo como corpo que

Quem quer ser um bilionário?

A cúpula dos líderes mundiais está reunida em uma sala secreta da ONU. O terrível Dr. Evil – que ainda não foi derrotado pelo agente inglês Austin Powers – ameaça destruir o mundo com uma arma nuclear se as nações não lhe pagarem a quantia de… cem milhões de dólares. Todos dão gargalhadas: só isso para salvar o planeta? O vilão desta paródia de filmes de espião, estrelada por Mike Myers, tinha ficado congelado desde a década de 1970 e

77 Rotações apresenta “Como reza de Bethânia”

Dois dias depois de Maria Bethânia completar 73 anos, a cantora e compositora dá nome a um show no Bottle’s Bar, no feriado de Corpus Christi. A banda 77 Rotações apresenta no lendário Beco das Garrafas mais de 20 canções autorais, produzidas e compostas por músicos e letristas parceiros. Se somam a este repertório versões como “Mi revolución” da banda uruguaia “Cuatro Pesos de Propina”. O show “Como reza de Bethânia”, título de um dos destaques do line up, apresenta

Superfícies em Conflito de Alexandre Arrechea

No ano passado, o artista visual cubano Alexandre Arrechea participou da mostra itinerante “Construções Sensíveis – Coleção Ella Fontanals-Cisneros”, no CCBB. Na coletiva, ele apresentou uma instalação a partir de uma repetição de formas ovais que se entrecortavam. Agora realiza sua primeira individual no Rio de Janeiro, na Galeria Nara Roesler, tendo o mesmo elemento transmutado em máscara em “Superfícies em Conflito”. “As obras têm uma relação. Na coletiva de 2018 eu estava falando especificamente de processos de atração na

Agenda da semana: arte de 17 a 23 de junho

Acompanhe os eventos de arte visuais do Rio de Janeiro na agenda semanal do Posto 8. Abertura da coletiva Colapso Terça (18/06) às 19h, na Galeria Athena (Rua Estácio Coimbra, 50 – Botafogo) Com curadoria do artista Rodrigo Bivar, a mostra reúne obras de com obras de Leda Catunda, Cabelo, Rodrigo Andrade, Ana Prata, Bruno Dunley, Débora Bolsoni, Paulo Whitaker e Rafael Alonso. A exposição propõe uma reflexão a partir da pintura e desenho, que traz quatro artistas da geração

Alfredo Volpi e Bruno Giorgi: celebração da amizade

A Pinakotheke Cultural promove um encontro das obras de dois grandes artistas, que foram amigos por mais de 50 anos: Volpi e Bruno Giorgi. A mostra reúne mais de 130 obras, em grande parte inéditas, todas pertencentes a acervos privados, com curadoria de Max Perlingeiro e Pedro Mastrobuono, do Instituto Volpi de Arte Moderna. “Volpi aparentava pouca preocupação quanto ao futuro de sua obra artística e acreditava que não teria o mesmo reconhecimento público de Bruno. Justificava seu modo de