Exibindo categoria

Diversão

João Gilberto está na Sessão Philos

Chega de saudade! A quinta edição da SESSÃO PHILOS acontece nesta quarta-feira, 17 de julho, às 21h30, no Estação NET Rio, com a exibição de com a exibição do documentário “Onde está João Gilberto?”, do diretor Georges Gachot. O cineasta francês enfrentou o desafio de refazer os passos do escritor alemão Marc Fischer no livro HO-BA-LA-LÁ – À Procura de João Gilberto. Com a ajuda de parentes, amigos e conhecidos do músico e compositor, Gachot segue à procura do criador

Flip::Flup 2019 no Museu de Arte do Rio

Para quem não pôde ir à Feira Literária de Paraty, o MAR – Museu de Arte do Rio promove um dia inteiro dedicado ao evento e também a Festa Literária das Periferias, que acontece em outubro deste ano. Na segunda, 15 de julho, diferentes mesas vão debater a importância do pensamento anticolonial com o encontro da Flip::Flup. As atividades têm início às 10h e vão reunir autores como Grada Kilomba (Portugal), Grace Passô (Brasil), Nina George (Alemanha), Joelle Taylor (Reino

Playmobil e outras novidades no 27º Anima Mundi

Após o governo federal ter tirado o patrocínio da Petrobras de festivais culturais, o Anima Mundi abriu um crowdfunding para conseguir sua realização. Foram meses de campanha e com a ajuda de 2383 apoiadores, a 27ª edição do Anima Mundi vai ser realizada no Estação Botafogo e no CCBB do Rio de Janeiro, de 17 a 21 de julho (antes de seguir para São Paulo). Maior evento do segmento das Américas – e fundamental para a nossa cultura – o

art-rock-pop-experimental-psicodélico d’O Branco e o Indio

Hoje (11 de julho), a partir das 20h, O Branco e o Indio volta à Audio Rebel para uma rara apresentação tocando o art-rock-pop-experimental-psicodélico do seu CD “Plantas Renováveis”. A banda carioca é formada por Flavio Abbes e Bruno Rezende (guitarras e vozes), Roberto Souza (baixo) e Pedro Serra (bateria). O trabalho reúne 12 músicas originais, numa mistura de sons e ritmos que passa por Talking Heads, Mutantes, Sonic Youth, Clube da Esquina, Ween, Júpiter Maçã, Devo, Joe Jackson, James

Guitarrista Torcuato Mariano lança “Escola Brasileira”, homenagem aos 40 anos de carreira

Nos primeiros acordes de “706 Night Club”, a primeira faixa do álbum “Escola Brasileira”, já conseguimos identificar o infalível ritmo do samba jazz, com certeza uma das levadas que abraçaram Torcuato Marino, guitarrista argentino que lança seu sexto disco solo, depois de 10 anos, com uma homenagem ao Brasil, país onde desenvolveu sua trajetória artística. Já disponível nas plataformas digitais (ouça no Spotify), “Escola Brasileira” reúne dez faixas compostas quase todas por ele, além de parcerias com Carlinhos Brown e

Djangos para as novas gerações!

A primeira vez que ouvi Los Djangos foi em um pocket show que a banda fez no final da década de 90 na Berinjela, simpático sebo fica no subsolo do número 185 da Rio Branco. Quem me levou foi um dos meus colegas de trabalho, o Maurício Gouveia (que acabou fundando a Baratos da Ribeiro) ou o Marcus (MPC, criador do Digitaldubs). Não lembro. Trabalhávamos em uma agência de comunicação super estranha na Av. Presidente Vargas, onde uma das minhas

Espaço Per Vivere Bene promove Cerimônia do Chá Japonesa

Que tal trocar a noitada de sexta-feira por um tradicional ritual japonês que envolve autoconhecimento, história e harmonização de aromas e sabores? Localizado no Jardim Botânico, o Espaço Per Vivere Bene promove, no dia 28 de junho (de 19h30 às 22h30), os rituais Chanoyu, a Cerimônia do Chá Japonesa. Traduzida como “caminho do chá”, esta cerimônia utiliza o matcha, que são brotos de chá verde de alta qualidade, moído em pedras. Além de ser utilizado no ritual Chanoyu, o matcha

77 Rotações apresenta “Como reza de Bethânia”

Dois dias depois de Maria Bethânia completar 73 anos, a cantora e compositora dá nome a um show no Bottle’s Bar, no feriado de Corpus Christi. A banda 77 Rotações apresenta no lendário Beco das Garrafas mais de 20 canções autorais, produzidas e compostas por músicos e letristas parceiros. Se somam a este repertório versões como “Mi revolución” da banda uruguaia “Cuatro Pesos de Propina”. O show “Como reza de Bethânia”, título de um dos destaques do line up, apresenta

Steve Vai no Rio Montreux Jazz Festival

Ícone da guitarra fecha a primeira noite do evento de maneira apoteótica A estreia do Rio Montreux Jazz Festival (06/07) levou um bom público fã de jazz para ver Al di Meola, Amaro Freitas, etc, mas uma outra parte, mais numerosa e rockeira, chegou para ver um dos guitarristas mais celebrados de todos os tempos, o americano Steve Vai. O músico estava mega feliz e super bem disposto, não só por ter sido chamado para este evento em especifico –

Robert Glasper no Theatro Municipal

Pianista americano inicia turnê no Rio e faz show informal A Série Jazz All Nights levou mais um show de jazz ao Theatro Municipal do Rio de Janeiro e dessa vez foi a estreia da turnê sul-americana de Robert Glasper, pianista de Houston conhecido pela fusão do estilo tradicional com o hip hop, pop e r’n’b. O músico subiu ao palco após um set de 10 minutos do DJ Sundance, só com mixagens de clássicos do rap. Em sua mão,